top of page

Alergênicos: Big 8? Não, agora somos 9 com a necessidade de rotulagem do Gergelim

Atualizado: 31 de jan. de 2023





Nova lei coloca o gergelim nos requisitos de rotulagem de alergênicos


Após 17 anos de luta, o gergelim foi incluído na lista oficial de "grandes alergênicos" do FDA, também conhecida como “BIG 8”, agora será “BIG 9”.


Consumidores, grupos de defesa e dezenas de legisladores trabalharam por anos para que o gergelim fosse acrescentado à lista, que desde 2004 é constituída por leite, ovos, peixe, marisco, frutos secos (tree nuts), amendoim, trigo e soja.

Com a assinatura do Presidente Biden nos últimos dias, a Lei de Segurança, Tratamento, Educação e Investigação de Alergias Alimentares tornou-se lei e, entre outras coisas, colocou o gergelim na lista.


Ao tornar-se o nono alimento a ser listado como um alergênico alimentar importante, o gergelim está sujeito aos regulamentos de rotulagem já impostos aos outros oito alergênicos principais.

Os requisitos de identificação do gergelim serão agora sujeitos aos requisitos de rotulagem de alergênicos do FDA (Food and Drug Administration).

A nova rotulagem passou a vigorar em 1 de Janeiro de 2023.


Milhares de pessoas na América são alérgicas ao gergelim, de acordo com um estudo publicado em 2019 na revista JAMA (the Journal of American Medical Association) Network Open.


As empresas alimentícias já não poderão utilizar termos genéricos como especiarias que incluam gergelim sem o especificarem como ingrediente. As pessoas alérgicas ao gergelim devem também estar atentas aos ingredientes tahini, óleo de gergelim e ‘gomasio’ (sal de gergelim. Alimento japonês conhecido como gomashio, parecido com o ‘furikake’ uma espécie de tempero para consumir com arroz, por exemplo).


Em 2023, os consumidores devem também estar atentos aos alimentos que incluem frequentemente o gergelim. Tais alimentos incluem falafel, humus e certos tipos de arroz. O óleo de gergelim é normalmente utilizado como ingrediente na cozinha asiática. O alergênico também pode ser encontrado em batatas fritas, cereais, barras de cereais e uma variedade de outros alimentos.





A equipe de consultores da 4WFOOD pode te ajudar!


Auxiliamos as organizações que exportam ou desejam exportar aos Estados Unidos na implementação de Sistemas de Gestão de Segurança de Alimentos baseados na FSMA para atender este país através de consultorias, diagnósticos e capacitação dos seus funcionários.


Para saber mais entre em contato e se informe sobre nossos treinamentos in-company de Gestão de Alergênicos.


By Maurício Kamei

95 visualizações

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page